Notícias



02/01/2020
CANUDO SUSTENTÁVEL DE BAMBU GANHA ADEPTOS NO AC E ENGENHEIRO RECEBE ATÉ 500 ENCOMENDAS DE KITS POR MÊS


O canudo plástico parece inofensivo, mas virou um vilão para o meio ambiente, porque não é biodegradável e leva centenas de anos para se decompor. No país, muitas cidades proibiram a venda e distribuição do utensílio. Outras estudam proibir. Em 2019, o Acre aprovou uma lei - ainda sem regulamentação - proibindo o canudo plástico.


No estado acreano, uma alternativa sustentável, leve, durável, prática e reutilizável vem ganhando adeptos: o canudo de bambu. Em seis meses, o agrônomo Emanuel Amaral, que confecciona o canudo, viu a procura pelos kits aumentar em até 400%. O kit vem com um estojo e uma escova para limpar o canudo após o uso e custa entre R$ 15 a R$ 25. Há kits com quatro, dois e apenas um canudo.


Amaral diz que eram vendidos entre 50 a 100 kits até o mês de julho. Após seis meses, ele diz que recebe encomendas de até 500 kits por mês.


“Vem aumentando gradativamente após a lei, com o lançamento, tivemos um aumento, tanto de restaurante, bares. Isso é uma tendência natural, após a publicação da lei sobre a disponibilidade do canudo de plástico”, reforçou.


O processo de produção do canudo é feito artesanalmente e começa com a seleção das varas, que precisam estar maduras, o corte do tamanho padronizado, o processo de tratamento por calor e outros.


Há ainda a parte de assar no forno, depois um processo de lixamento para uniformização do canudo. E, por fim, a limpeza e montagem dos kits.


Depois de pronto, o canudo é colocado em um estojo, junto com a escova de higienização. Se o cliente quiser, o canudo é personalizado com desenhos ou o nome da pessoa.



Fonte: G1.com




(16) 3406-6864 - (16) 99266-9858

ecolixo@ecolixo.com.br

Av. Ministro Rui Barbosa, 1798

Vila Rezende Franca - SP

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS


CLASSE I (Perigosos) - CLASSE II (Não Inertes)

SAIBA CONTRATAR