Notícias



27/03/2018
AVANÇA PRODUÇÃO DA ENERGIA DO BIOGÁS DE ATERROS SANITÁRIOS


Segundo dados divulgados recentemente pela Agência Nacional de Energia Elétrica, a produção de energia elétrica a partir do biogás de aterros sanitários cresceu 14% no último ano. Em 2017, as 35 usinas que operam no País geraram 135,28 megawatts médios, ante os 118,6 MW médios gerados no exercício anterior.


O volume gerado no último ano seria suficiente para abastecer cerca de uma cidade de quase 470 mil pessoas, conforme os cálculos da Associação Brasileira de Biogás e Biometano (Abiogás).


“O aproveitamento do biogás de aterro sanitário para gerar eletricidade é atualmente uma importante alternativa para diversificar a matriz elétrica nacional e, ao mesmo, uma solução altamente sustentável dentro dos empreendimentos de disposição de resíduos no País”, comenta Carlos Fernandes, presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre).


Valorização


A gestão sustentável dos resíduos por meio da valorização energética é uma estratégia ambientalmente segura e promissora para o Brasil. Um exemplo que tem produzido bons resultados em São Paulo é a Termoverde Caieiras, controlada pela Solví Valorização Energética. Considerada a maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do país e uma das maiores do mundo, é composta de 21 módulos motogeradores de 1,4 MW cada fabricados pela GE Jenbacher. Está situada na Central de Tratamento e Valorização Ambiental da Essencis, em Caieiras, SP, o qual é uma área de 15 mil m² onde são coletadas cerca de 8 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos por dia.


A central termelétrica está conectada através de uma subestação de 138kV, atendendo diretamente ao SIN (Sistema Interligado Nacional) e produz volume de energia suficiente para atender uma cidade de cerca de 300 mil habitantes com energia elétrica sustentável.


Um detalhe importante é que os motores geradores da Termoverde foram montados em containers, o que facilita a manutenção e aumenta a mobilidade pois acabada a vida útil deste aterro, pode se desmobilizar ano a ano os motores geradores e levando para outros aterros do grupo Solvi. A iniciativa representa um grande diferencial para o mercado de energia limpa.



Fonte:Revista Meio Ambiente Industrial & Sustentabilidade




(16) 3406-6864 - (16) 99266-9858

ecolixo@ecolixo.com.br

Rua Joaquim Correia Junior, 4950

Distrito Industrial Franca - SP

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS


CLASSE I (Perigosos) - CLASSE II (Não Inertes)

SAIBA CONTRATAR