Notícias



30/05/2019
QUAL O DESTINO DO LIXO QUE PRODUZIMOS?


Todos os dias nós produzimos uma quantidade consideravelmente enorme de lixo em nossas casas, trabalho e até mesmo na escola, é quase inevitável fazer tal ação, isso porque praticamente tudo o que usamos acaba virando lixo em algum momento. Muito se fala sobre a reciclagem de alguns materiais, como o plástico por exemplo, até porque enquanto pudermos fazer algo para que o material não seja jogado no meio ambiente, devemos fazer.


É comum andarmos nas ruas e encontramos lixo jogado, isso porque muita gente não o coloca na lixeira, ou até mesmo coloca, mas a lixeira vira ou qualquer outra coisa. Muito provavelmente onde você mora, o caminhão do lixo passa todos os dias para recolher, certo? Mas depois disso, para onde vai tudo aquilo? E as partes que não dá para reciclar? Hoje iremos entender mais sobre o destino do lixo.


Bom, provavelmente você deve achar que eles vão somente para o lixão, certo? Até está certo, porém não é somente lá o destino desses materiais, eles podem ir para alguns outros lugares, vamos ver as diferenças de todos eles.


Lixão


Para começar, o mais comum que conhecemos. Quando os lixos chegam ao lixão, eles são jogados e misturados a céu aberto, isso sem qualquer proteção ao meio ambiente. A poluição do solo é completamente inevitável por lá, assim como doenças, mau cheiro e a presença de animais como ratos, baratas, moscas e urubus que encontram alimentos perfeitos para eles. Nos lixões é comum encontrar catadores de lixos que sobrevivem com o que se acha por lá, como por exemplo, a venda de materiais recicláveis. Aqui no Brasil existe uma lei em vigor desde 2014 que proíbe a existência de lixões, porém as prefeituras não se atentam a fiscalizar, muito menos em fechar esses lixões, isso faz com que elas sofram multas que podem variar de R$ 5 mil até R$ 50 milhões, isso além de responder um processo por crime ambiental.


Aterro Sanitário


Esse é um tipo de depósito que são buracos imensos onde são descartados os resíduos sólidos e principalmente os materiais que não podem ser reciclados, diariamente eles são compactados e cobertos por argila, assim evitando a presença de insetos e de outros animais e principalmente do mau cheiro. Para que um aterro sanitário exista, ele deve cumprir algumas regras, como por exemplo: estar a 200 metros de distância dos rios e qualquer uma outra fonte de água, 1.500 metros de distância de núcleos populacionais e a 300 metros de residências isoladas. Nesse sistema, os gases que se originam da decomposição dos materiais, são coletados e queimados, além de drenar e dar um tratamento adequado ao chorume. Estima-se que os aterros sanitários tem vida útil superior a 15 anos.


Usina de incineração


A usina de incineração recebe diariamente uma certa quantidade de lixo e ela junta todos eles e joga em grandes fornos com temperaturas que podem variar de 1450ºC até 2000ºC. No momento em que o lixo é queimado, são destruídos os microrganismos que causam doenças, principalmente os encontrados em lixos hospitalares. Obviamente ele reduz absurdamente o volume de lixo, porém é um método bem polêmico, isso porque como você deve imaginar, ele produz gases que são poluentes. Apesar de parecer um processo bem simples, a incineração é um método bastante caro e elimina completamente as chances de se reciclar um material.


Usina de reciclagem


Também conhecida como Centro de triagem, por lá, após receber o lixo, ela tira somente a parte dos materiais recicláveis, após isso, são separados por tipos, como papel, vidro, plástico, borracha e por aí vai. A separação pode ser feita de forma completamente manual, como também pode ser automática ou semiautomática. Depois que todo o material é separado, eles são vendidos para empresas que realizam a reciclagem e aqueles resíduos orgânicos são encaminhados para alguma usina de compostagem para dar o tratamento devido.


Usina de Compostagem


Esse tipo de usina não é muito comum aqui no Brasil, porém existem algumas poucas espalhadas. Ela recebe diariamente uma quantidade considerável de lixo, principalmente das usinas de reciclagem, por lá o lixo é separado, triturado e transformado em adubo que pode ser aplicado em solos para melhorar as suas características sem causar danos ao meio ambiente. Caso venha algum resíduo que possa ser reciclado, a usina de compostagem encaminha ele para alguma usina de reciclagem. O processo utilizado por esse tipo de usina, também pode ser conhecido como reciclagem natural. Ela pode ajudar bastante no aumento da vida útil dos aterros sanitários, já que grande parte do lixo que os aterros recebem, são orgânicos.


De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o aterro sanitário é atualmente o sistema mais adequado, já que ele não agride o meio ambiente, porém eles necessitam de atenção e manutenção para que ele não passe a ser um problema ambiental. O modelo de usinas de compostagem não é descartado quando se trata em benefícios para o meio ambiente, já que ele até acaba ajudando o solo.



Fonte:Tricurioso




(16) 3406-6864 - (16) 99266-9858

ecolixo@ecolixo.com.br

Av. Ministro Rui Barbosa, 1798

Vila Rezende Franca - SP

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS


CLASSE I (Perigosos) - CLASSE II (Não Inertes)

SAIBA CONTRATAR